DESABAFO DEPRESSIVO: ONDE ESTÃO OS MOTIVOS PARA GRATIDÃO???!!!

Imagina uma tristeza profunda e quase irreparável, como por exemplo uma pessoa muito próxima falecer: alguém que você amava demais e que sofre porque nunca mais verá nem ouvirá qualquer palavra. Agora pense num sentimento similar 300 dias do ano (ou até mais se não me engano). É assim que me sinto a cada partida, a cada desprezo, a cada desinteresse alheio. É o amor que está morrendo em mim! É a pessoa potencialmente feliz e tranquila que não existirá mais, nem em pensamentos de paz. É quando a vida já não tem mais espaço para desilusão e decepção. A desolada esperança foi fuzilada, e se é a última que morre, não adianta se fazer mais nada!

Anúncios

Tenho uma grande revelação a fazer

Tenho uma grande revelação a fazer

 

Fonte da imagem: https://br.pinterest.com/mayjanelu/without-clothes/

_______________________________________________

Tenho uma grande revelação a fazer: Tenho HIV!

AIDS é uma doença incurável que deixa nossa saúde instável e cedo ou tarde pode nos abater.

Sei que estando comigo, mesmo sendo apenas um amigo, tu podes sofrer por isso.

Mas há muitas coisas positivas para as pessoas que carregam esta debilidade na vida:

O tratamento pode ser totalmente gratuito, e no Brasil é uma referência mundial.

Os cuidados gerais com o corpo são redobrados, e em todos os serviços públicos somos priorizados.

Tu podes me dar beijos e abraços, porque isso não será fatal.

Posso usar sempre preservativo contigo, e se por acaso se romper, basta tomar um coquetel num hospital para se proteger.

Uma pessoa que adquire o vírus pode viver muito bem por mais de 10 anos, então ainda poderíamos juntos fazer muitos planos.

Os pesquisadores insistentemente buscam criar melhores condições de vida e vacinas efetivas.

Eu aprendi a lidar melhor com outras pessoas e a dar mais valor ao amor, que está em tantas coisas belas e simples, mas que deixamos escapar e/ou não percebemos que existe.

Sei que este é um assunto delicado e sério demais para ser confiado às pressas, mas nunca foi uma possibilidade para mim não ser uma pessoa honesta!

Então, agora que tu sabes meu maior segredo, venhas sem medo, porque prometo que tentarei fazer cada minuto valer a pena, e que nunca deixarei minhas limitações se tornarem teus problemas.

Ei, eu desnudo o meu mundo e em troca tu ficas mudo? Não achas um pouco absurdo?

Éramos tão íntimos, e agora te sinto se afastando abruptamente.

Por que não aceitas o fato de que eu seja simplesmente diferente?

Eu não posso controlar ou manipular teu pensamento, mas imagino que seu receio não chega nem perto do meu tormento. Nunca busquei encontrar culpados para minha situação, mas se no passado houve erros, hoje há reflexão e ação, que submete as emoções e os desejos à responsabilidade da razão.

Somos soro-discordantes sim, mas seres humanos semelhantes. Contar tudo isso foi para mim um alivio e um ato de coragem, mas para tu, foi visto como oportunidade de abandono e sumiço no uso de sua liberdade, porque me depreciaste e criaste de mim uma imagem que não condiz com a minha realidade. Assim essa conversa, atravessada pelo teu preconceito, tornou-se humilhante, porque me colocou como alguém inferior e desmerecedor de sua atenção ou do seu amor, como se eu tivesse que te pedir por favor para que estejas perto.  Agora prefiro que se permaneça distante.

Mais uma vez não entendo porque não foram considerados os meus sentimentos, mas não vai adiantar permanecer no meu lamento. Então vou me reelaborar e continuar num constante movimento de confiar, revelar e, quando obter o desprezo, me rebelar nem que seja num texto.

OBS: Baseado numa história real. Escrito em primeira pessoa para que fosse mais emotivo.

Favor comentarem nesta própria página, não só sua opinião sobre o texto, como sobre o tema de uma forma geral. Obrigada! VANESSA TRINDADE TEIXEIRA